Todo País

Continente e Ilhas

Todo o Ano

Em horário alargado

Fale connosco

212 841 984

PALAVRAS COM CUIDADO

Aqui vamos falar de saúde mas também vamos partilhar histórias de coragem, experiências de superação, muitas dicas de bem-estar. Vamos trocar por miúdos terminologias médicas e descomplicar temas, vamos abordar a vida que acontece e lembrar vidas que aconteceram. Aqui as palavras são escritas com o cuidado que merece.

Afinal o que é uma Bronquiolite?

A bronquiolite é uma infeção respiratória causada por um vírus - o vírus mais comum é o VSR, vírus sinsicial respiratório - que afeta as pequenas vias aéreas (bronquíolos), obstruindo-as. É uma patologia sobretudo sazonal, estando associada principalmente aos meses de Inverno, embora se entenda aos meses vizinhos.

A população pediátrica mais atingida por este vírus são as crianças até aos 2 anos, sendo que a maior incidência ocorre entre o primeiro e sexto mês de vida.


Sintomatologia

Numa fase inicial os sintomas são semelhantes aos de uma constipação: tosse, febre baixa e olhos lacrimejantes. Posteriormente os sintomas podem piorar, surgindo pieira e sinais de dificuldade respiratória: taquipneia (respiração rápida), tiragem (covinhas entre as costelas) e adejo nasal (abertura das asas do nariz) paralelamente pode existir diminuição do apetite, recusa alimentar e febre.


Tratamento

A bronquiolite é uma patologia autolimitada, resolvendo-se a grande maioria espontaneamente em 7 a 14 dias, podendo surgir complicações sobretudo em crianças com fatores de risco associados, como prematuridade, imunodeficiências e doenças respiratórias e cardíacas prévias. Sendo uma patologia viral não está aconselhado o uso de antibióticos.

O que os pais podem fazer para ajudar?

Desobstruir as vias aéreas através da lavagem nasal frequente com soro fisiológico e da aspiração de secreções; elevar a cabeceira da cama mais ou menos 30º; reforçar a ingestão de água e repartir as refeições, caso a criança tenha mais dificuldade em alimentar-se; eliminar factores ambientais irritativos, como o fumo de tabaco, p.ex; utilizar antipiréticos para controlar a febre; recorrer à cinesioterapia respiratória.

Cinesioterapia Respiratória

A cinesioterapia respiratória consiste num conjunto de técnicas terapêuticas manuais, realizadas por profissionais especialistas na área, que visam a recuperação da função respiratória, através da drenagem de secreções.  As manobras não são invasivas e os resultados são praticamente imediatos, com a melhoria significativa da sintomatologia.


Quando consultar um médico?

​Se a criança apresentar febre elevada, alteração do estado geral, prostração, tosse persistente por mais de 3 semanas, episódios de tosse que provoquem asfixia, agravamento dos sinais de dificuldade respiratória (taquipneia, apneia, tiragem, adejo nasal), cianose (cor mais pálida ou azulada da pele, lábios e unhas) e vómitos.


Contágio e prevenção

​As bronquiolites são altamente contagiosas, fazendo-se o contágio através do contacto com as secreções respiratórias contaminadas: seja diretamente através da inalação dos aerossóis produzidos na tosse, seja através das mãos que contenham secreções contaminadas.

Por estes motivos, é determinante para diminuir o risco de infeções evitar locais com aglomerados de pessoas como, infantários, parques infantis, supermercados ou centros comerciais, bem como a lavagem das mãos, antes e depois de lidar com as crianças.


Classifique este blog:
8
A importância da consciência fonológica e como os ...
Nebulizações, sim ou não?

Related Artigos

 

© Fisiolar - Todos os direitos reservados.